domingo, 12 de julho de 2009

MANIFESTO ANTI-BOLSISTA E OUTRAS COISAS MAIS

Há três dias que as cotações bolsistas
estão em queda
isso põe-me radiante
dá-me um gozo imenso
ver os gajos da SONAE e da PT
a chafurdar na lama
para que isto mude
para que isto mude realmente
é preciso que a bolsa
e os mercados batam no fundo
é necessário que se gere o caos
os partidos e os políticos
são todos sociais-democratas
só querem regular o capitalismo
merda para os reguladores!
Merda para os gestores!
Merda para os moderadores!
Merda para os negociadores!
O que é preciso
é que esta merda dê o berro
esta merda é absolutamente desumana
esta merda é absolutamente fascista
quanto vales hoje na bolsa?
Quanto vales hoje no mercado?
É preciso destruir para construir
e depois sim construiremos
depois sim criaremos
depois sim falaremos do amor
é claro que já falamos
do amor entre nós
é claro que já criamos
entre nós
mas é impossível amar uma acção, uma cotação,
um especulador bolsista, a própria bolsa,
os donos da bolsa
é impossível amar um banco
um burocrata
um funcionário político ao serviço das bolsas,
dos bancos, das multinacionais, dos paraísos fiscais
é impossível fazer amor com o mercado
é impossível amar o dinheiro
é impossível amar o capitalismo
só quando esta merda cair toda
só quando um novo cristo ou anti-cristo
expulsar todos os vendilhões do Templo
reinará o amor
e aí reinará para sempre.

1 comentário:

Marta disse...

Boa tarde Pedro Ribeiro.
Deixo como sugestão o endereço www.bubok.pt. Aqui pode encontrar a primeira editora online para auto-publicação neste nosso país à beira mar plantado. Esta é uma forma de democratizar a edição de livros em que, à semelhança do YouTube em relação aos vídeos e do MySpace em relação à música, é o autor quem tem o controlo sobre tudo.

Na Bubok são as suas ideias que ganham liberdade.

O processo de publicação é muito simples e rápido, deixando-lhe com o controlo total do seu livro. São 5 passos a seguir, do upload do ficheiro com a sua obra, à escolha do preço da obra. Através do sistema Print On Demand, não há tiragens mínimas obrigatórias. A impressão do livro é feita por encomenda, evitando os excedentes poeirentos e poluentes.
Romances, fotografias, receitas de culinária, monografias, diários de viagem, etc, tudo pode ser publicado na Bubok.

Depois de publicar, é o autor quem promove o seu livro: na livraria da Bubok; através de sms´s, comments, fives, vídeos, fotos. Vale tudo, só depende de si!

Qualquer dúvida que surgir, não hesite em contactar-me: marta.furtado@bubok.com

Vá a www.bubok.pt, conheça o projecto e comece a publicar.