domingo, 24 de maio de 2009

QUEIMAI O DINHEIRO


MANIFESTO CONTRA O CONFORMISMO

Publicado no "Jornal de Notícias" de 11.5.2009

Novo livro de poemas de António Pedro Ribeiro, "Queimai o Dinheiro" é uma ode contundente acerca dos malefícios provocados pela sociedade de consumo, regida por valores estritamente monetaristas. Sem tibiezas, o autor de "Saloon" e "Declaração de Amor ao Primeiro-Ministro" critica o modo como o Homem é transacionado, qual mercadoria sem valor, e afirma a repulsa por tudo o que contribui para o aniquilamento da individualidade, criticando de permeio os economistas, que tudo reduzem "à mesquinhez da conta, do orçamento, do défice". Nem todos os poemas estão imbuídos de forte cunho político. Em "O Amor" ou "A Gaja Não Vem Mais", o autor detém-se na enunciação dos prazeres hedonistas.

S.A.

2 comentários:

sandra andrade disse...

não consegui ir
fuck

apedroribeiro disse...

paciência. Fica para a próxima.
Beijos,
Pedro.