sábado, 15 de novembro de 2008

ERUDITOS


Mudei-me da casa dos eruditos e bati a porta ao sair. Por muito tempo, a minha alma assentou-se faminta à sua mesa. Não sou como eles, treinados a buscar o conhecimento como especialistas em rachar fios de cabelo ao meio. Amo a liberdade. Amo o ar sobre a terra fresca. É melhor dormir em meios às vacas, que em meio às suas etiquetas e respeitabilidades.
Nietzsche

3 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

:-)))


Não deixas de ter razão...se bem que no meio das vacas o cheiro é capaz de não ser muito agradável...

CSD

apedroribeiro disse...

foi Nietzsche que escreveu e não eu, tontinha.

Claudia Sousa Dias disse...

De qualquer forma, se postas aqui é porque subscreves.

Por isso, continuo a dizer: "no maio das vacas, o cheiro..."

Huhg...!

:-)))

beijos