sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

A OBRA

Enriqueço-me com Sócrates e Platão. Sou daqueles que procuram perpetuar-se na obra e não na descendência. Sou um poeta. Ainda não sou um grande poeta mas pretendo chegar lá. O que me motiva é a busca da sabedoria. Não o ganhar a vida, não os mexericos, não esta vida de andar atrás do dinheiro. O que me motiva é também a arte, a criação, o vadiar, o andar à solta. E, claro, o amor, a liberdade. É preciso amar para sermos humanos. É preciso que nos dêmos. Que transmitamos o que sabemos. Que nos dediquemos à causa da humanidade.

1 comentário:

Assinatura eletromagnética disse...

Sócrates o mestre... Platão o discípulo... qualquer dos dois, filósofos da Grécia antiga que devemos ler e refletir...