segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

RESTAURAR ATENAS


RESTAURAR ATENAS

António Pedro Ribeiro

Segundo o filósofo Bernard-Henry Lévy, "o que está em crise é a Europa. Não são as finanças nem a economia. É a Europa. A sua cultura. O seu génio. A sua consciência sem consciência. O que tem de imemorial e a sua memória. A sua base e a sua origem. O seu coração, que cada vez bate mais debilmente. A sua alma." Roma e Atenas estão no epicentro da crise. Os dois pilares da Europa. "Os lugares de intervenção do modelo de democracia no qual sempre vivemos. O espaço do nosso conhecimento e do nosso direito", segundo Lévy. Daí que a solução para a crise não seja financeira nem económica mas sim, de novo, espiritual, moral ou política. Terá de haver um renascimento da Europa fora desta Europa da finança e do euro, fora desta Europa dominada pela ditadura dos mercados, fora desta Europa de Merkel e Sarkozy, fora desta Europa que já não é Europa. "A explosão da dívida soberana, a crise de confiasnça generalizada, a especulação, o dinheiro louco", nas palavras de Lévy, são reflexos dessa Europa que se afasta da sua alma, de Roma, de Atenas. É preciso restaurar o primado da palavra, do conhecimento, da sabedoria. É preciso voltar à praça, como vem acontecendo em Roma, Atenas, Lisboa, Londres, Madrid. É preciso estar na rua com os indignados, com aqueles que querem abolir o dinheiro, que dizem que outra vida é possível. É preciso reclamar a vida, a cultura, a História. É preciso voltar a Sócrates, Platão, Aristóteles, Ésquilo, Sófocles, Vergílio, Ovídio, Séneca, Cícero. "Recordar Roma. Restaurar Atenas. Esse é o único plano", como diz Bernard-Henry Lévy.

2 comentários:

rapaz disse...

Em Julho deste ano sonhei algo idêntico que partilhei no 'desconfio #56' chamei-lhe: Loucura ou Morte - uma reflexão, uma confissão, um sonho para o futuro. Abraço

http://rapazmaldesenhado.blogspot.com/2011/08/desconfio-das-pessoas-felizes-56.html

apedroribeiro disse...

abraço.