segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Falta-me dar aquele passo. Aquele passo para a glória. Os media que se interessem mais por mim. O poeta de café, o poeta beat, o poeta da revolta. Já vou tendo os meus seguidores e seguidoras. Os meus detractores também. Falta-me dar o passo para a glória. Aquele passo que me conduza a viver só da escrita. Penso que chegarei lá com uma selecção mais cuidada. Com a prosa que já tenho. Posso chegar lá. Se acreditar. Se não me perder. Se vierem atrás de mim. Posso chegar lá.

2 comentários:

rapaz disse...

No mundo que temos, ser desconhecido é atingir a glória. Não te julgues como os outros te julgam, pelo que realizas em sociedade, mas pela descoberta de ti próprio, da sinceridade para com teu ser. Nunca se chega a coisa alguma, vamos tendo pequenas aproximações.

Abraço

apedroribeiro disse...

abraço.