terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

CONFEITARIA


Tomo café
e apetece-me comer bolos
afinal de contas,
estamos numa confeitaria
a D. Rosa sentada a um canto
com ar infeliz
a Maria corta o fiambre
e eu, que me levantei há pouco,
atento ao que se passa
lá fora chove a valer
cá dentro, não
era o que faltava
chover dentro da confeitaria
diga lá, D. Rosa
parece que vai adormecer
a vida pesa
a vida leva muitas voltas
mas voltamos sempre ao mesmo ponto
é o eterno retorno
e eu continuo a ler o Pacheco
"Exercícios de Estilo"
e identifico-me com a prosa
é pena que o Lousa também
já tenha partido
teríamos agora uma bela conversa
sob as arcadas de Braga
qualquer dia também vou eu
ao menos, deixo obra
até podem ir ao blog buscá-la
isto já não é como antigamente
andar para aí com as folhas
em busca do editor
agora é tudo pela net
pelo computador
salvo raras excepções
como a & etc.

3 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

é...ou então pagar para ver os livros publicados.

o que faz com que percam o valor.

Admiro quem não se submete a esse tipo de exploração.


csd

Hugo Valter Moutinho disse...

Bendita net que nos permite "despejar" livremente os pensamentos e devaneios, sem qualquer censura editorial ou interesse comercial.

apedroribeiro disse...

sim, bendita net.