terça-feira, 8 de janeiro de 2008

O bêbado adormece à mesa da confeitaria
eu leio o grande Ezra Pound
e descubro o poeta-irmão

o bêbado acorda
e eu tenho as unhas compridas

preciso comprar um caderno novo
para escrever.

2 comentários:

durtal disse...

Nietzsche, Ezra Pound, Céline (que há uns tempos, no café, enquanto eu fumava, sacaste da pasta e perguntaste se já tinha lido)... Hum...
É assim mesmo, espírito livre! (diz quando quiseres o "Morte a crédito")
Desculpa por não ter estado no Púcaros hoje, estou doente. Bem, não exactamente doente, mas "quistoso" na orelha. Muito mau aspecto. Se lá fosse, só olhavam para mim, e eu não te faria isso.
Grande abraço,
André

apedroribeiro disse...

abraço, André.

Pedro.