sexta-feira, 29 de setembro de 2006

ANABELA

Segue a luz das estrelas
e ao luar diz que me amas
andei sobre a lua em busca do teu amor
fui ter com o sol para acender a chama
do meu coração e num coral transparente
encontrei-te solitário.
Sou um poeta à espera que alguém me desperte, talvez como uma flor quando recebe os primeiros raios de sol pela manhã
já não há estrelas no céu porque eu pedi a cada uma para te seguir e proteger até ao infinito.

Anabela Casanova Rebelo.

4 comentários:

VCCP disse...

Sinceramente...que piroseira...nada que já não tenha lido algures.Um pouco vulgar.
Espero mais criatividade e originalidade.

VCCP disse...

"já não há estrelas no céu a adornar o meu caminho..por mais amigo que seja, sinto-me sempre sózinho..."

apedroribeiro disse...

caro vccp,

a rapariga está a começar e tem coisas boas. Não sejamos demasiado severos ou radicais.

VCCP disse...

Anabela, Escreva, escreva, mas seja inovadora.